J. Borges, o mestre da xilogravura está no MAR

J Borges, o mestre da xilogravura está no MAR e você vai ver suas obras. O Museu de Arte do Rio abriu a exposição no último dia 22 de janeiro de 2022. Assim o visitante irá conhecer a vida e a arte de José Francisco Borges. Esse cordelista e xilogravurista de 86 anos.

A exposição traz uma coletânea de xilogravuras, obras e matrizes inéditas. E o visitante ainda conhece as 20 obras mais importantes da carreira do artista.

J Borges a origem

J. Borges, o mestre da xilogravura está no MAR

J. Borges é Patrimônio Vivo de Pernambuco, título concedido pelo Estado. Afinal ele é um dos mestres da cultura popular pernambucana. É natural de Bezerros, no Agreste pernambucano, onde vive e trabalha até hoje. Assim sendo, é um cordelista há mais de 50 anos. Já os versos de J. Borges tratam do cotidiano da vida simples do campo, o cangaço, o amor, os castigos do céu, entre tantos outros temas da vida.

J Borges, o mestre da xilogravura está no MAR – o Museu de Arte do Rio

O Museu de Arte do Rio tem uma arquitetura única. Afinal, o estilo arquitetônico mistura dois prédios, um modernista e outro neoclássico. E tudo isso com toque contemporâneo. Isso porque o telhado do prédio parece uma folha de papel sobre os dois prédios. Portanto, um dos prédios de museus mais bonitos que você vai conhecer, tanto por dentro quanto por fora.

O que é xilogravura

A xilogravura é considerada uma arte milenar. Isso porque no Japão gravadores dos anos 700 já utilizavam a técnica Moku Hanga. E para você fazer uma xilogravura é preciso de materiais específicos. Primeiro artistas pensam uma ideia de desenho. Depois, entalham o desenho. E tudo isso acontece em baixo-relevo, numa placa de madeira. Depois, artistas aplicam tinta na placa. Sendo que a tinta se adere à parte lisa da placa. Depois, artistas pressionam a placa de madeira. Normalmente se usa uma prensa manual. Para saber mais sobre xilogravura visite o Museu Casa da Xilogravura.

Já sobre os materiais específicos são diversos. Porque você precisará de goivas para entalhe. Enquanto precisará de tintas gráficas para usar com o rolo. A Lurdi Blauth é fera na técnica.

Moku Hanga a técnica japonesa de xilogravura

A xilogravura japonesa, moku (madeira) hanga (impressão), usa materiais simples. Isso porque a lista tem madeira, água, papel, pigmento e pasta. Além disso, artistas usam instrumentos simples de esculpir e esfregar. O processo, pede ao artista as funções de designer, escultor e impressor. Saiba mais aqui em Gravura Contemporânea. A imagem a seguir é deles.

Onde visitar o Museu de Arte do Rio – J Borges, o mestre da xilogravura está no MAR

Museu de Arte do Rio – MAR
Praça Mauá, 5 – Centro – 21 3031-2741
Funcionamento: quinta a domingo, das 11h às 18h (entrada até às 17h15)
Ingressos no link da bio ou na bilheteria do museu
Inteira: R$ 20 | Meia: R$ 10

Compartilhe