Arquivo 81 e o Museu da Imagem em Movimento

Arquivo 81 e o Museu da Imagem em Movimento são novidade na Netflix. Isso porque a nova série de TV envolve um profissional do museu.

A série Arquivo 81 já começa mostrando o Museu da Imagem em Movimento. A partir daí, o personagem Dan (Mamoudou Athie) é envolvido na trama. Afinal, ele é um restaurador de filmes e fitas antigas ou danificadas. Na sequência, um misterioso bilionário o contrata. Já que ele deseja dar nova vida à coleção de fitas de Melody Pendras (Dina Shihabi). Contudo ela morreu em um incêndio e suas fitas são o que restou. Ou seja, a Netflix arrasou nessa série. Concluindo Arquivo 81 está cheia de referências culturais e de cinema.

Dan chega para trabalhar. E assim começa a trama de Arquivo 81.

O Museu da Imagem em Movimento em Nova York

O Museum of the Moving Image quer promover arte, história, técnica e tecnologia do cinema. E ainda outras plataformas como televisão e mídia digital. Assim, o Museu da Imagem em Movimento, também conhecido por MoMI, cumpre a sua missão.

O visitante presencial ou ‘on-line’ encontra exposições temporárias e permanentes. E ainda pode conferir exibições de filmes, conversas ao vivo com artistas, cineastas, acadêmicos, educadores de mídia e outros profissionais. E é por isso que o roteiro de Arquivo 81 se conecta com a realidade do museu.

Quem visita o Museu da Imagem em Movimento tem acesso à sua coleção completa. A partir daí são do mais de 130.000 objetos. E é claro a apresentação ‘on-line’ de uma variedade de filmes, incluindo novos lançamentos aclamados e curtas premiados.

Amantes do cinema, a sétima arte

O Museu da Imagem em Movimento permite seu acesso a eventos passados. Assim o visitante pode saber mais sobre móveis e filmes, a criação de criaturas para cinema e ainda, detalhes do 2001 uma Odisséia no espaço.

Deepfakes e fake news

Uma outra contribuição do museu é a exposição Deepfake: Unstable Evidence on Screen. Isso porque sabemos como é fácil manipular imagem e som, para construir uma fake news ou falsa narrativa. Pois então, é justamente disso que trata “deepfakes”, vídeos que distorcem ou fabricam intencionalmente eventos reais. Assim é possível verificar verdades na tela que se mostraram mentirosas logo após sua exibição.

Conversando com Glenn Close

Ao fuçar no site você descobre arquivos maravilhosos. Um deles é um bate papo com Glenn Close. Afinal, quando é possível ouvir uma nomeada ao oscar por oito vezes? E tem mais, o departamento de Educação do Museu atende cerca de 70.000 alunos a cada ano. Isso é possível com visitas guiadas às suas exposições, programas de triagem educacional e oficinas práticas. Ufa, você pode seguir o MoMI no Facebook , Twitter , Instagram e YouTube .

Compartilhe